Uma coisa que eu aprendi nesses 3 anos com HSV-2 é que ela não é Albert Einstein, mas só trabalha na base da teoria da relatividade. Rs!

O trocadilho convém pois é exatamente assim… Nesse um ano de blog e Instagram, você percebe que o vírus embora tenha suas características, a reação que ele vai ter no seu corpo, será relativo. Vai variar tanto nos sintomas do corpo, quanto ao gatilho que vai provocar suas reincidências.

Então, quando alguém me pergunta como deve tratar, ou truques pra melhorar, tenho que informar que não existe uma receita correta, é na base da tentativa e erro.

Claro, têm algumas coisas de praxe como melhorar alimentação, cuidar do físico e do mental, dormir bem, evitar abafar a “área”. Mas qualquer outra coisa fora desse padrão é só testando.

A principal dica que eu dou é observar o seu corpo, ver qual é o gatilho que reativa a sua herpes, e passar a tratar baseado em cima dela.

Por exemplo, um dos meus gatilhos é a menstruação (mulheres são mais suscetíveis nesse período), então, passei a evitar o uso de calcinha, principalmente a noite pra dormir e comprei um coletor menstrual, e após essas mudanças, nunca mais tive reincidência nesse período. Já o meu segundo gatilho é mais complicado de evitar, já que estresse e psicológico é mais complicado de evitar, contudo eu tento…

Então, lembre-se, nenhum remédio é milagroso e ninguém será um especialista no assunto, mas todo teste é válido.

E o mais importante é “se conheça”
Ouça seu corpo
Ele nos da os sinais!